Sintomas da Menopausa

menopausa é um processo que todas as mulheres irão sofrer a dada altura da sua vida. Devido à falência dos ovários, pela diminuição da produção da hormona estrogénio, irá ocorrer a interrupção da libertação mensal de um óvulo (ovulação). Este processo, irreversível, tem obviamente efeitos relevantes na vida de uma mulher. Neste artigo iremos explicar o que é a menopausa, como ocorre, que sintomas provoca, como diagnosticar e tratar. Por fim, abordaremos ainda alguns cuidados a ter nesta fase da vida.

O que é a menopausa

O termo menopausa é muitas vezes usado erradamente para designar uma determinada fase da vida da mulher. Menopausa é simplesmente o termo que indica a última menstruação da mulher. Pelo contrário, quando se diz que a mulher “está na menopausa”, referindo a essa fase pré ou pós essa última menstruação, na realidade, o termo correto para essas fases é climatério pré-menopausa e climatério pós-menopausa.

O climatério é assim a fase da vida da mulher em que há uma transição entre o período fértil para o período não fértil ou não reprodutivo. Esta transição é provocada pela redução significativa da quantidade das hormonas sexuais, estrogénio, produzidos nos ovários.

Assim, a menopausa é o fim das menstruações, e caracteriza-se fisiologicamente pela redução progressiva do funcionamento dos ovários. Estes órgãos têm como função libertar um óvulo de mês a mês (ovulação) e produzir estrogénio. A diminuição da produção de hormonas sexuais é geral em todas as mulheres, e começa a ocorrer aproximadamente a partir dos 40 anos.

Esta redução terá como consequência a transição gradual para a fase não fértil da vida da mulher. A menopausa marca essa passagem. O período após a menopausa denomina-se climatério pós-menopausa.

A partir do momento em que se inicia a redução da produção das hormonas sexuais estrogénio, o organismo fica exposto a níveis de estrogénio abaixo do normal. Esta condição designa-se por hipoestrogenismo. É esta condição que define como serão os sintomas na menopausa.

Se essa condição se instalar de forma rápida e intensa, então também os sintomas serão mais intensos do que em casos onde o hipoestrogenismo se instale de forma lenta e gradual.

Neste segundo caso, as mulheres não sentem grandes sintomas, tendo apenas de ser acompanhadas de forma a prevenir possíveis doenças que podem surgir mais tarde devido ao défice de estrogénio. Já no primeiro caso, as mulheres afetadas sentirão sintomas muito incómodos, que necessitarão de tratamento específico para o seu alívio.

Idade da Menopausa

A idade média com que as mulheres chegam à menopausa é de 51 anos, sendo o intervalo normal entre os 48 e os 55 anos. Contudo, há casos menos comuns onde a menopausa é atingida antes dos 40 anos. Nestes casos diz-se que existe menopausa prematura. Se a menopausa surgir após os 52 anos, fala-se de menopausa tardia.

Tendo em conta que os sintomas da menopausa referem-se à diminuição da produção de estrogénio, essas manifestações não ocorrem apenas na última menstruação ou a partir dessa altura. Assim, esses sintomas podem surgir a partir dos 35 anos, e intensificarem-se à medida que se aproximam da menopausa.

Sintomas da menopausa

Com a progressiva diminuição da produção de estrogénios, e com a gradual aproximação da menopausa, certas alterações começam a ocorrer no corpo. Estas manifestações decorrem antes e após a última menstruação.

– Menstruação irregular (que culmina com a paragem definitiva);
– Depois da menopausa, a menstruação deixa de ocorrer;
– Sensação de ondas de calor, seguidas muitas vezes de suores frios;
– Aumento da sensibilidade e de caroços nos seios;
– Secura dos fluidos vaginais, dificultando o contacto íntimo;
– Dor durante a relação sexual (Dispareunia).
– Aumento na frequência de infecções vaginais e urinárias;
– Enfraquecimento dos músculos do reto;
– Enfraquecimento dos músculos da bexiga e do útero;
– Fadiga;
– Redução da força muscular;
– Dores nas costas;
– Aumento de peso e tendência para aumento de massa gorda na zona abdominal;
– Redução da mobilidade as articulações, aumentando a sua rigidez;
– Aumento da tendência de sofrer de obstipação (prisão de ventre);
– Irritabilidade frequente;
– Depressão;
– Ansiedade;
– Zumbidos na cabeça;
– Pele seca;
– Maior sensibilidade da pele ao calor;
– Aumento da pressão arterial

Diagnóstico

O diagnóstico da menopausa baseia-se principalmente nos sinais e sintomas que a mulher sente. Quando existe dúvida quanto ao prognóstico, então podem ser feitas análises sanguíneas para se analisarem os níveis hormonais.

Relativamente aos sintomas relatados, os médicos utilizam um quadro com os principais sintomas, através do qual se dão pontos consoante a intensidade de cada uma das manifestações. O seu somatório irá definir o tipo de menopausa.

Assim, de acordo com essa tabela, podemos classificar a menopausa em três tipos: leve, moderada ou grave. A menopausa é leve se o somatório for até 19, moderada se ficar entre 20 e 35, e grave de for superior a este último valor.

Como referimos anteriormente, o tratamento irá ser feito de acordo com a gravidade dos sintomas. Há casos onde o desconforto provocado é muito grande, enquanto noutros, os sintomas são leves, não sendo necessário qualquer medicamento.

Tratamento para a menopausa

Existem alguns procedimentos que se podem fazer para diminuir o desconforto causado pela menopausa. Não existe cura, pois não estamos a falar de uma doença, mas sim uma situação natural em qualquer mulher. O tratamento para a menopausa irá assim dividir-se em dois pontos: o primeiro referente a uma reposição hormonal, mais adequada para aquelas mulheres que tiverem uma queda demasiado brusca nos níveis de estrogénio, e uma segunda, relativa a cuidados diários na alimentaçãoexercício e com a pele.

Terapia de reposição hormonal

Este tratamento pretende normalizar os níveis de estrogénio no organismo. Dessa maneira, os sintomas provocados pelo hipoestrogenismo desaparecem. No entanto, esta terapia é sempre limitada a um período de tempo, e tem várias contraindicações, entre as quais para doentes com câncer de mama, historial de infartos, de derrame cerebral, trombose, problemas hepáticos ou respiratórios.

Formas naturais de alívio dos sintomas

– Ondas de calor: toma de suplementos de soja (isoflavona ou lecitina de soja);
– Ondas de calor: submergir os pulsos em água fria ou tomar banho com água fria;
– Secura vaginal: ingestão da planta medicinal Cimifuga Racemosa, conjuntamente com o uso de lubrificante antes da relação sexual;
– Infecções urinárias: ingerir com regularidade chá de uva-ursina;
Bucefaleias: tomar uma chávena de chá forte sem açúcar aquando da dor de cabeça;

Cuidados com a alimentação e exercício físico

Tendo em conta os sintomas provocados com a diminuição significativa da produção de estrogénio, há um conjunto de cuidados alimentares necessários para combater esses sintomas. Assim, deve ser aumentada a ingestão de:

– Alimentos ricos em vitamina E (exemplos: vegetais com folhas verdes, óleo de gérmen de trigo);
– Cálcio (exemplos: laticínios, soja, sardinha);
– Fibras (exemplos: cerebrais integrais, frutas com casca, semente de linhaça);
– Vitaminas (exemplos: frutas).

De resto, deve ser seguida uma alimentação equilibrada, com as devidas proporções de cada grupo de alimentos, seguindo os bons hábitos alimentares. Deverão ser evitados alimentos ricos em gordura, alimentos ácidos, refeições condimentadas, alimentos ricos em açúcar, bebidas alcoólicas, café, alimentos processados, entre outros.

Tendo em conta que, com a menopausa o organismo ganha maior tendência para o aumento de peso, e acumulação de gordura na zona abdominal, torna-se fundamental uma alimentação saudável, equilibrada, e promotora do controlo de peso. Para isso é igualmente essencial a ingestão correta de água e exercício físico adequado à idade e estado de saúde.

Os exercícios mais indicados para esta fase são: Pilates, ioga e hidroginástica. Exercícios de intensidade leve a moderada, promotora do controlo da respiração, e com baixa produção de suor. Devem ser realizados várias vezes por semana, preferencialmente todos os dias. Meia hora diária é o suficiente para queimar as calorias necessárias, e ao mesmo tempo, tonificar os músculos, prevenindo a perda de força muscular.

Os 7 Dias De Dieta De Desintoxicação

Acompanhar para ver como uma dieta de desintoxicação pode ser fácil e deliciosa!

Esqueça o que você acha que sabe sobre uma dieta de desintoxicação. Esta versão é uma deliciosa plano de alimentação para redefinir sua dieta depois de um período de excesso. Ele substitui adição de açúcar, alimentos processados, laticínios, trigo, glúten, nutritivos, satisfazendo as refeições feitas com antioxidante repleto de verduras e frutas, à base de vegetais de proteína, desintoxicante e bebidas, e probióticos rica em alimentos fermentados. As pessoas muitas vezes achamos que a ênfase na descoberta de alimentos integrais inspira-los a experimentar novas receitas e os deixa sentindo-se energizada e focado.

1) Antes da Dieta
Certos alimentos e bebidas, tais como café e açúcar são normalmente retirados antes de iniciar a dieta para evitar dores de cabeça e outras reações. Saiba como se preparar para uma desintoxicação.

2) Alimentos para Comer
Aqui está um exemplo de lista de alimentos para comer durante 7 dias de dieta de desintoxicação. Simplesmente estoque de seus ingredientes favoritos ou tente estas 27 delicioso desintoxicação refeições. Saiba mais sobre nosso top 20 de desintoxicação de alimentos e como usá-los, e confira o nosso menu de exemplo de plano.

3) Alimentos para Evitar
Um exemplo de lista de alimentos para excluir um 7-day detox. Usá-lo como um guia, não uma regra absoluta, em vez de focar na forma como os alimentos e as refeições que você come fazer você se sentir.

4) Perguntas Frequentes
Aqui estão as respostas para algumas das perguntas mais freqüentes sobre este tipo de dieta. Tenha em mente que existem muitas outras dietas de desintoxicação do Plano Detox Rosi Feliciano, a partir de 3 dias suco limpa para planos que permitem a três refeições por dia. Embora possa ser tentador fazer uma mudança drástica, por vezes, mudanças simples como beber mais fluidos ou comer mais legumes podem ter um efeito profundo no modo como nos sentimos (ver maneiras simples para desintoxicar seu corpo todos os dias).

A chave é escolher a dieta que melhor corresponde a saúde de uma pessoa, o nível de energia, e estilo de vida.

5) por dia, o que Fazer
Plano de refeições de modo que você não vá com fome. Ele pode ajudar a preparar algumas das suas refeições com antecedência.
Manter-se hidratado. Beba muita água, de desintoxicação de água, água de limão, ou tente estas cafeína bebida livre de idéias.
Resto. Certifique-se de dormir o suficiente.
Respirar e relaxar. O estresse pode ter uma ampla gama de efeitos sobre a saúde. Além de respirar profundamente (o que significa fazer a respiração diafragmática, em vez de respiração superficial), outras maneiras para descompactar incluem relaxamento muscular progressivo, mindfulness yoga, meditação, ouvir música, sair para passear, ou fazer intervalos a partir do seu telemóvel ou outros dispositivos.
Mover. Exercício leve pode melhorar a sua experiência se vai para uma caminhada de 20 minutos alongamentos simples ou exercícios em casa, ou uma suave aula de yoga. Mesmo tendo pausas frequentes para se levantar e caminhar em torno de seu escritório pode ajudar.
Dieta é apenas um componente do bem-projetado limpar. Além de um plano de alimentação, existem outras coisas que, às vezes, são sugeridas durante uma limpeza:

1) Pele de escovação pode ser feito antes de um banho regular, por alguns minutos. Saiba mais sobre a pele seca, a escovação.

2) Quente/frio tratamentos. Geralmente é feito no chuveiro, um duche de contraste envolve a alternância de alguns minutos de água quente com alguns minutos de água fria para melhorar a circulação

3) o Objectivo é ter movimentos intestinais regulares. Quando as toxinas que são armazenados nas células do corpo são mobilizados, eles viajam para o nosso sangue e deve ser eliminado do corpo através das fezes, urina ou suor, podem ser reabsorvido e recirculado. Os alimentos ricos em fibras em uma dieta de desintoxicação do Plano Detox Rosi Feliciano de vegetais e grãos integrais pode ajudar. Além disso, considere a possibilidade de comer alimentos específicos que previnem a prisão de ventre.

4) Massagem. Se o tempo e o orçamento permitir, agendar uma massagem. Aqui estão os 10 mais populares tipos de massagem.

5) Incorporar os probióticos. Encontrado naturalmente em alimentos fermentados, como chucrute e kimchi, bem como o iogurte e kefir, os probióticos são bactérias benéficas nos intestinos que manter potencialmente prejudiciais bactérias na seleção. Chamado “bad” de bactérias, em excesso, podem produzir toxinas que prejudicam a parede intestinal, entrar na corrente sanguínea, e lesar as membranas celulares do corpo. Probióticos também são encontrados em forma de suplemento.

Isenção de responsabilidade: As informações contidas neste site destina-se apenas para fins educacionais e não é um substituto para o aconselhamento, diagnóstico ou tratamento por um médico licenciado. Ele não serve para cobrir todas as possíveis precauções, interações medicamentosas, circunstâncias ou os efeitos adversos. Você deve procurar atendimento médico imediato para qualquer problema de saúde e consulte o seu médico antes de usar a medicina alternativa ou fazer uma alteração para o seu regime.

Menopausa

O que é menopausa?

A menopausa, também conhecido como ‘mudança de vida’, marca o fim do ciclo mensal da menstruação na vida de uma mulher. É uma ocorrência natural e marca o fim da idade reprodutiva, assim como o primeiro período menstrual durante a puberdade marca o início. Você vai saber que a menopausa tem tido lugar se você não tiver qualquer sangramento menstrual para 12 meses.A maioria das mulheres chegam ao sobrevivendo a menopausa, com idades entre 45 e 55 anos, sendo que a média estava em torno de 51. Menopausa antes dos 40 anos é chamada de “menopausa prematura” e antes da idade de 45 é chamado de “menopausa precoce’.

Os níveis de hormônio flutuar levando a menopausa

Como você se aproxima da menopausa, a produção de ‘feminino’ hormônios (estrógeno e progesterona), o ovário começa a abrandar. Os níveis hormonais tendem a flutuar e você poderá notar alterações no seu ciclo menstrual, tais como:

ciclos podem tornar-se mais longo, mais curto ou totalmente irregular
o sangramento pode tornar-se mais leve
o sangramento pode tornar-se imprevisível e pesada (procurar o aconselhamento de seu médico).
Eventualmente, seus níveis de hormônio vão cair para um ponto onde seus ovários param de liberar os ovos, a sua menstruação (períodos) cessam completamente e a menopausa é atingido.

Embora a fertilidade após os 45 anos é baixo, você ainda precisa usar contraceptivos para evitar a gravidez (mesmo se apenas a contracepção de barreira, como o preservativo masculino), até que você tenha tido um ano sem um período natural se você estiver com mais de 50 anos, ou dois anos sem um período natural se você estiver com menos de 50 anos.

Os sintomas da menopausa

Alguns dos sintomas que a mulher pode enfrentar incluem:

os afrontamentos
suores noturnos
dores
o rastreamento ou comichão sensações sob a pele
o esquecimento
dores de cabeça
irritabilidade
a falta de auto-estima
redução do desejo sexual (libido)
o cansaço
dificuldade em dormir – vigília ou acordar quente e suado
freqüência urinária
a secura vaginal
o desconforto com a relação sexual.

Gestão de sintomas da menopausa

Sintomas desagradáveis da menopausa, muitas vezes, pode ser reduzido por:

dieta saudável
exercício físico regular
cuidar da sua saúde mental
reduzir os seus níveis de stress
recebendo o suficiente sono de boa qualidade
usando a luz-peso pijamas e roupa de alta qualidade para ajudar com suores nocturnos
evitando as coisas que acionam o seu afrontamentos
parar de fumar
terapia de reposição hormonal.
Dieta saudável e a menopausa

Sugestões para manter uma boa saúde através da dieta na época da sobrevivendo a menopausa incluem:

Escolha uma grande variedade de alimentos, incluindo a abundância de vegetais frescos, frutas, cereais, grãos integrais e pequenas porções de carne magra, peixe ou frango
Aumento de líquidos e comer laticínios com pouca gordura, com alto teor de cálcio
Diminuir a cafeína e o limite de álcool (de um a dois copos normais ou menos por dia).
O exercício e a menopausa

O exercício Regular é importante. Pelo menos 30 a 45 minutos na maioria dos dias da semana:

manter a sua saúde cardíaca e melhorar a sua saúde em geral
manter os ossos saudáveis e a evitar a perda de densidade óssea através de osteoporose, particularmente de sustentação de peso e treino de força atividades
ajuda a manter o bom equilíbrio e reduzir o risco de lesões decorrentes de quedas
proporcionam uma sensação de relaxamento e bem-estar
possivelmente, ajudar a melhorar os afrontamentos.
O humor e a menopausa

Algumas mulheres podem ter alterações de humor, como depressão leve e irritabilidade com a menopausa. Estes sintomas são muitas vezes relacionadas com alterações físicas, tais como afrontamentos, suores nocturnos e pobre de dormir.

Alterações de humor também pode surgir devido à forma como você está se sentindo sobre como chegar a esse estágio da sua vida – em especial se você estiver enfrentando menopausa precoce.

Alterações de humor também podem estar relacionadas a fatores de estresse que as mulheres são, muitas vezes, lidar com suas vidas em todo o tempo que eles experimentam a menopausa, tais como:

• os sinais físicos do envelhecimento
• alterações da libido
• problemas de saúde
• alterações à unidade familiar (tais como as crianças de sair de casa, ou divórcio)
• cuidar de pais idosos
• mudanças de carreira
• preocupações financeiras.

Fale com o seu médico ou um psicólogo, se você está enfrentando significativas ou persistentes, alterações de humor que duram mais de duas semanas, como você pode estar enfrentando a depressão. A boa notícia é que a depressão é tratável. Quanto mais cedo uma pessoa com depressão, busca apoio, o mais cedo possível recuperar.